ACADEMIA FÔLEGO - Natação, Musculação, Ballet, Judô, Jiu-Jitsu, Ginástica, Hidroginástica, Pilates e Jazz


   
 

ATENDIMENTO


(11)4798-1086 (11)2629-0991 WhatsApp (11)9.5153-6209  academiafolego@academiafolego.com.br
      A Empresa
      História
      Infra-estrutura
      Serviços

Avaliação Nutricional
Fôlego Esportes
FITE
Shizue - Hairdressers
Agência Web Devigate
MREsportes

     quinta-feira, 22 de junho de 2017
     quinta-feira, 11 de maio de 2017
     segunda-feira, 3 de abril de 2017
    FERIADOS
     segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017
     quinta-feira, 19 de maio de 2016
     terça-feira, 12 de abril de 2016
 
IMG-20150326-WA0009.jpg

BENEFÍCIOS 

Além de uma Arte de Defesa pessoal, o Jiu Jitsu tem vários benefícios. Segue uma lista com algumas das inúmeras vantagens do Jiu Jitsu: 

- Diminui o Stress 
- Defesa pessoal tanto para homens quanto para mulheres. 
- Desinibe os tímidos e acalma os agitados e ansiosos. 
- Aumenta a auto estima, auto confiança e fortalece o caráter, (esporte de conquista individual). 
- Trabalha e define o corpo, como braços, ombros, abdômem e quadril, tanto em homens quanto em mulheres. 
- Aumenta a resistência do organismo. 
- Acelera o metabolismo. 
- Melhora a capacidade cardiovascular e respiratória. 
- Aumenta a flexibilidade. 
- Aumenta a coordenação motora. 
- Aumenta os reflexos. 

Gasto calórico médio - 750 Kcal/h, é o gasto calórico médio para praticantes com alguma experiência, que consigam completar toda a parte de aquecimento do jiu-jitsu, podendo se aumentar a queima calórica com a intensidade de exercícios aeróbicos. 

HISTÓRIA DO JIU-JITSU 

Segundo alguns historiadores o Jiu-jitsu ou “arte suave”, nasceu na Índia e era praticado por monges budistas. Preocupados com a auto defesa, os monges desenvolveram uma técnica baseada nos princípios do equilíbrio, do sistema de articulação do corpo e das alavancas, evitando o uso da força e de armas. Com a expansão do budismo o jiu-jitsu percorreu o Sudeste asiático, a China e, finalmente, chegou ao Japão, onde desenvolveu-se e popularizou-se. A partir do final do século XIX, alguns mestres de jiu-jitsu migraram do Japão para outros Continentes, vivendo do ensino da arte marcial e das lutas que realizavam. 

Esai Maeda Koma, conhecido como Conde Koma, foi um deles. Depois de viajar com sua trupe lutando em vários países da Europa e das Américas, chegou ao Brasil em 1915 e se fixou em Belém do Pará, no ano seguinte, onde conheceu Gastão Gracie. Pai de oito filhos, cinco homens e três mulheres, Gastão tornou-se um entusiasta do jiu-jitsu e levou o mais velho, Carlos, para aprender a luta com o japonês. Franzino por natureza, aos 15 anos, Carlos Gracie encontrou no jiu-jitsu um meio de realização pessoal. Aos 19, se transferiu para o Rio de Janeiro com a família e adotou a profissão de lutador e professor dessa arte marcial. Viajou para Belo Horizonte e depois para São Paulo, ministrando aulas e vencendo adversários bem mais fortes fisicamente. 

Em 1925, voltou ao Rio e abriu a primeira Academia Gracie de Jiu-Jitsu. Convidou seus irmãos Oswaldo e Gastão para assessorá-lo e assumiu a criação dos menores George, com 14 anos, e Hélio,com 12. Desde então, Carlos passou a transmitir seus conhecimentos aos irmãos, adequando e aperfeiçoando a técnica à compleição física franzina característica de sua família. Também transmitiu-lhes sua filosofia de vida e conceitos de alimentação natural, sendo um pioneiro na criação de uma dieta especial para atletas, a Dieta Gracie, transformando o jiu-jitsu em sinônimo de saúde. De posse de uma eficiente técnica de defesa pessoal, Carlos Gracie viu no jiu-jitsu um meio para se tornar um homem mais tolerante, respeitoso e autoconfiante. Imbuído de provar a superioridade do jiu-jitsu e formar uma tradição familiar, Carlos Gracie lançou desafios aos grandes lutadores da época e passou a gerenciar a carreira dos irmãos. 

Enfrentando adversários 20, 30 quilos mais pesados, os Gracie logo adquiriram fama e notoriedade nacional. Atraídos pelo novo mercado que se abriu em torno do jiu-jitsu, muitos japoneses vieram para o Rio, porém, nenhum deles formou uma escola tão sólida quanto a da Academia Gracie, pois o jiu-jitsu que praticavam privilegiava as quedas e o dos Gracie, o aprimoramento da luta no chão e os golpes de finalização. 

Ao modificar as regras internacionais do jiu-jitsu japonês nas lutas que ele e os irmãos realizavam, Carlos Gracie iniciou o primeiro caso de mudança de nacionalidade de uma luta, ou esporte, na história esportiva mundial. Anos depois, a arte marcial japonesa passou a ser denominada de jiu-jitsu brasileiro, sendo exportada para o mundo todo, inclusive para o Japão. 



Aulas: Terça-feira e Quinta-feira das 20h30 às 22h00
 
11 4798-1086, 11 2629-0991
      WhatsApp 11 95153-6209

      Aberto de Segunda a Sexta das 06:00 as 22:30
      Sábado das 08:00 as 13:00

academiafolego@academiafolego.com.br
Matriz - Rua João Climaco de Miranda, 510
Mogi Moderno - 08717-470


Mogi das Cruzes - SP - Brasil
(Próximo ao Posto de Saúde do Jardim Camila)

Para ver o mapa clique aqui
© Copyright - Todos os direitos reservados
2005 - 2017 - Academia Fôlego.